Reeducação alimentar: Guia completo

Reeducação alimentar: Guia completo

Muito se fala sobre reeducação alimentar e que ela é a chave do sucesso de qualquer dieta para emagrecer definitivamente e com saúde, mas você sabe o que é a reeducação alimentar e como promover esta mudança na sua vida?

Desde o nascimento, aprendemos o que e como devemos comer de acordo com os hábitos de nossos pais ou pessoas da nossa convivência. Mas nem sempre estes hábitos alimentares são saudáveis e acabamos cometendo erros diários que nos impedem de emagrecer com saúde e conquistar o corpo dos nosso sonhos.

Um dos pilares básicos da reeducação alimentar é comer nos horários certos. Comer alimentos de qualidade de 3 em 3 horas preferencialmente, desta forma o apetite passa a ser mais moderado e o seu corpo perderá a necessidade de acumular muita energia (gordura) por não temer longos períodos sem alimentação.

Uma dica importante que serve para todos, e não só para quem quer iniciar uma reeducação alimentar, é evitar frituras, refrigerantes, doces, bebidas alcoólicas e gorduras. Dê preferência a grelhados, sucos, frutas e gorduras boas como o azeite de oliva. Deixe os excessos para ocasiões especiais.

Outra dica preciosa para quem opta pelo emagrecimento saudável é variar no cardápio. A alimentação ideal deve ser rica em nutrientes, vitaminas e minerais, e só é conquistada através de uma alimentação variada ou com suplementação. Dê preferência aos alimentos integrais e com pouca gordura saturada.

A ingestão de líquidos é tão importante quanto a alimentação. A ingestão de água na média de 35ml por kg de peso, elimina mais toxinas e promove um melhor funcionamento do intestino, além de prevenir inchaços.

Importante também é não se tornar uma escrava da contagem de kcal, não seja refém de uma dieta. Pessoas que se baseiam unicamente na contagem de kcal, geralmente não atingem a quantidade de minerais, proteínas, gorduras boas, vitaminas, fibras e carboidratos que o corpo necessita. Só fique atenta para não cometer nenhum excesso e comer mais do que precisa, mastigue bem os alimentos que você também terá a sensação de saciedade muito mais rapidamente.

Não esqueça que uma boa alimentação não contribui apenas para um corpo mais esbelto, mas também para qualidade de vida.

5 erros comuns na reeducação alimentar

Um erro muito comum quando pensamos em fazer a reeducação alimentar é cortar uma série de alimentos ou substituir alguns por versões light ou diet, como os refrigerantes por exemplo. Esse é o princípio básico da reeducação alimentar, mas você precisa saber quais alimentos devem ser evitados e ter atenção especial ao número de refeições diárias, ao contrário do que se pensa, quanto mais refeições você fizer, melhor.

  1. Fazer poucas refeições: esse é o erro primário que quase todos cometemos. O ideal é fazer refeições leves a cada 3 horas, reduzindo a quantidade ingerida a cada refeição, evitando a dilatação do estômago e o acúmulo de gordura abdominal, além de manter o metabolismo acelerado por todo o dia. Entre as refeições principais procure comer frutas, barrinhas de cereal, iogurtes naturais e outros itens saudáveis.
  2. Carboidratos refinados e doces: alimentos à base de açúcar ou farinha branca se transformam em gordura corporal na hora, comprometendo a definição corporal e acumulando reservas de gordura principalmente na barriga. Diminua ou evite a ingestão destes alimentos. Ao comer um carboidrato de índice glicêmico elevado junto com alguma gordura, pão com manteiga por exemplo, o organismo não queima a gordura como fonte de energia porque a corrente sanguínea está repleta de açúcar, ou seja, a gordura da manteiga é armazenada diretamente no seu abdômen.
  3. Proteínas: algumas pessoas evitam a ingestão de proteínas e este é um erro crucial, coma proteínas magras principalmente durante o dia. A proteína proporciona definição e tonificação muscular porque ela serve de substrato para a fibra muscular. O consumo diário de proteínas acelera o metabolismo e queima mais gordura corporal.
  4. Sal: muito cuidado com o excesso de sal e de alimentos e temperos ricos em sódio pois eles causam retenção hídrica e prejudicam a definição muscular. Reduza ao máximo o consumo de alimentos embutidos como queijos amarelos, biscoitos salgados, salgadinhos, refrigerantes, comidas congeladas ou enlatadas.
  5. Álcool: muita cautela ao consumir bebidas alcoólicas, elas são calóricas, fermentam, retém líquidos no corpo, dando aspecto de inchaço se consumido com frequência. Outro problema é que ao ingerir qualquer tipo de alimento com bebidas alcoólicas tem o mesmo efeito do “pão com manteiga”, acumulando gordura principalmente no abdômen.

Este foi o primeiro artigo da série guia completo da reeducação alimentar, acompanhe outros artigos e não deixe de conferir a Dieta dos Pontos e a Dieta da USP.

Publicado em 29/09/2012

Categorias: Dietas

Conteúdo exclusivo no seu email

Cadastre-se para receber nosso conteúdo exclusivo