Pular para o conteúdo

Conheça 5 tipos de dietas e analise a melhor opção para você

    Cuidar da saúde e do corpo motiva as pessoas a terem bons hábitos alimentares. Com isso, os mais diferentes tipos de dietas ficaram conhecidos e replicados no prato de muitas pessoas. Alguns tipos seguem restrições alimentares que nem sempre são as mais adequadas. Vale lembrar que uma alimentação saudável é essencial para que qualquer dieta alcance resultados positivos. A melhor maneira é evitar opções muito limitadas. Confira cinco opções de alimentação maravilhosas para escolher a que melhor se adapta à sua realidade.

    1. Dukan

    Criado pelo francês Pierre Dukan, o método tem como foco o consumo de proteína. A dieta é dividida em quatro etapas. Os dois primeiros são projetados para perder peso, enquanto o último é projetado para mantê-lo. Veja seus respectivos componentes abaixo.

    Ataque

    A fase de ataque da dieta Dukan é projetada para acelerar a perda de peso e motivar aqueles que desejam perder peso. Primeiro, durante a primeira fase da refeição, apenas alimentos ricos em proteínas são permitidos. Existem 66 alimentos para escolher. A quantidade de cada um, bem como o tempo e a combinação, são escolhidos livremente. Os alimentos que podem ser consumidos durante a fase de ataque incluem: frutos do mar, carne de frango e coelho, laticínios, ovos e presunto magro.

    Cruzeiro

    O próximo objetivo é manter uma perda de peso constante até atingir seu estado ideal. O método Dukan recomenda perder 1 kg por semana durante a Fase 2. Além disso, adicione vegetais às instruções para alimentos permitidos. Legumes como abobrinha, espinafre, aspargo, alface estão na lista e, assim como na etapa anterior, são de livre consumo.

    Consolidação

    Quem atingir o peso ideal na fase 2 passará para a próxima fase de sua dieta: a consolidação. O objetivo é manter o peso e ter uma dieta equilibrada, adicionando frutas, queijo, pão e carboidratos. A duração desta fase é de 10 dias para cada quilo perdido. Ou seja, se você perder 5kg, são 50 dias após essa fase da dieta. Outro problema com a alimentação do estágio 3 é a adição do que é conhecido como “jantar jantar”. Estes são momentos em que você pode comer o que quiser, mas não repetidamente.

    Estabilização

    Na etapa final da dieta Dukan, todos os alimentos são permitidos. No entanto, existem três regras que você precisa seguir: comer apenas fontes de proteína às quintas-feiras, caminhar 20 minutos por dia e comer farelo de aveia. Caminhar e comer farelo de aveia são práticas alimentares e de beber água. O método Dukan traz benefícios para a perda de peso, como a variedade de alimentos permitidos e a sensação de saciedade causada pela ingestão de proteínas. Por outro lado, a dieta também tem desvantagens, como o aumento do colesterol ruim pelo consumo elevado de gordura e a falta de energia pelo baixo nível de carboidratos.

    2. Low Carb

    Um dos tipos de dietas mais conhecidos, o método Low Carb, que tem como premissa a redução de carboidrato. Em uma alimentação diária, é indicado que, em média, até 55% das calorias ingeridas sejam de carboidratos. O que acontece nas dietas Low Carb é que esse percentual é diminuído para 40%. Quem faz a dieta deve consumir carboidratos de baixo índice glicêmico e integrais, que facilitam o emagrecimento.

    Como um dos pontos positivos, a dieta previne diabetes. Já como ponto negativo, podemos citar o percentual de carboidrato que, quando está abaixo do indicado, é prejudicial à saúde.

    3. DASH

    Diferente das dietas que tem foco no emagrecimento, a DASH tem como principal meta reduzir e controlar a pressão arterial. Foi desenvolvida pelo Instituto Nacional do Coração, Pulmões e Sangue dos Estados Unidos, e é baseada numa alimentação com menos sódio, gorduras saturadas e colesterol. Essa dieta tem frutas, grãos, leite e derivados com pouca gordura, sementes e carnes menos gordurosas, como peixe e aves. Ela não restringe nenhum tipo de alimento e os cardápios podem ser variados. Além disso, estimula o consumo de opções mais saudáveis.

    É importante ressaltar que a dieta não tem como objetivo a perda de peso, por mais que isso possa acontecer. Dependendo do que se deseja, a falta de emagrecimento pode ser um ponto negativo.

    4. Paleolítica

    O nome faz referência ao período da pré-história, época em que eram consumidos apenas carne de caça, pesca, frutas e vegetais. Muitas pessoas afirmam que a Paleolítica não é apenas uma forma de comer, e sim um modo de vida, que prioriza a alimentação mais natural possível. Dentre as restrições para consumo, estão alimentos como massa, grãos e industrializados em geral. Além disso, fazer jejum também é uma das práticas de quem a segue.

    Como benefício da dieta, podemos citar o consumo frutas e de carne. Ao mesmo tempo, se não for moderada, pode se tornar um malefício para a saúde, devido aos altos índices de proteína da carne e frutose, açúcar presente nas frutas.

    5. Cetogênica

    A dieta Cetogênica é centrada numa alimentação com mais gordura e menos carboidrato. Pois, na falta de carboidrato, o corpo busca na gordura a fonte de energia necessária. Esse processo é chamado de cetose, que deu origem ao nome da dieta. Quem segue o método tem opções como ovos, embutidos, azeite, manteiga, verduras e carne. A principal vantagemé o emagrecimento rápido, que acontece porque a dieta reduz consideravelmente os alimentos ricos em carboidratos. Em contrapartida, a falta desse nutriente pode causar mal-estar, tontura e tremores.