Pular para o conteúdo

Dormir mal pode atrapalhar suas conquistas com dieta e exercícios

    Imagem: Internet

    O sono é um elemento fundamental na nossa vida, inclusive para auxiliar no processo de emagrecimento. É comum alguns pacientes chegarem ao nutricionista questionando o quanto isso pode afetar o desempenho no processo de emagrecimento.

    A privação do sono traz várias consequências para a saúde e não poderia ser diferente em relação ao processo de emagrecimento. Confira os cinco principais problemas causados pela privação de sono durante o processo de perda de peso.

    1. AUMENTA A FOME

    As pessoas que dormem pouco tendem a sofrer um aumento de até 20% no apetite. Esse dado é resultado de diversas pesquisas e pode significar, justamente, o efeito oposto do esperado: em vez de perder peso, você acaba engordando, em razão do excesso de calorias consumidas. De acordo com o estudo publicado pelo Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, pessoas que dormem menos de seis horas por noite produzem menos leptina e mais grelina. Com esses hormônios desregulados, há um aumento considerável do apetite. Portanto, quando você tiver aquela vontade de “assaltar” a geladeira depois de algumas noites mal dormidas, saiba que a culpa é dos hormônios e da privação de sono.

    2. CAUSA PERDA DE MASSA MAGRA

    Outras pesquisas relacionam também a privação do sono com a perda de massa magra. A perda acentuada de massa magra é negativa, pois esse é um tecido importante para o nosso corpo. Além disso, quando você se pesa, a gordura continua onde sempre esteve.

    3. BAIXA OS NÍVEIS DE TESTOSTERONA

    A testosterona é um hormônio muito importante para o corpo humano, já que está associado a diversas funções, incluindo a manutenção da quantidade de músculos do corpo. Dessa forma, se você está buscando ganho de massa muscular associado ao emagrecimento, mas está dormindo mal precisa rever seus hábitos.

    4. PROVOCA O ESTRESSE

    O principal hormônio do estresse é um dos causadores da obesidade. Isso porque, em níveis elevados, o cortisol aumenta o apetite e diminui a massa muscular. Esse hormônio é controlado pelo nosso ritmo circadiano. Quando acordamos, os níveis de cortisol estão elevados. Mas, caso você tenha dormido bem durante a noite e tome um café da manhã adequado, logo esses níveis diminuirão.

    5. EVITA A QUEIMA DE CALORIA

    A falta de sono interfere nos níveis de insulina, que têm um papel importante na queima das calorias que consumimos. Quando há privação de sono, as células ficam menos sensíveis à insulina e em vez de serem queimadas, as calorias acabam convertidas em gordura.