Entenda os benefícios dos alimentos fermentados

/

Alimentos fermentados como iogurte, kimchi, chucrute e kombucha há muito são alimentos básicos em muitas partes do mundo. Agora, os cientistas descobriram que os alimentos fermentados podem ter efeitos interessantes em nossos intestinos. Comer esses alimentos pode alterar a composição de trilhões de bactérias, vírus e fungos em nossos intestinos. Essas bactérias, vírus e fungos são chamados de microbiota intestinal. Eles também podem levar a uma redução no nível de inflamação sistêmica, e os cientistas estão cada vez mais associando-os a uma série de doenças relacionadas ao envelhecimento. A informação é do New York Times.

As últimas descobertas vêm de um estudo publicado na revista Cell, que foi conduzido por pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

Eles querem ver que efeito o alimento fermentado tem no intestino e no sistema imunológico, e como ele se compara a uma dieta rica em fibras, relativamente saudável, rica em frutas, vegetais, legumes e grãos inteiros.

Neste estudo, os pesquisadores recrutaram 36 adultos saudáveis ​​e os randomizaram. Um é projetado para aumentar o consumo de vegetais ricos em fibras, enquanto o outro é instruído a consumir uma variedade de alimentos fermentados, incluindo iogurte, chucrute, kefir, kombucha e kimchi.

Os participantes seguiram a dieta por dez semanas, enquanto os pesquisadores rastreavam os marcadores de inflamação em seu sangue e procuravam mudanças no microbioma intestinal. Ao final do estudo, a ingestão de fibras do primeiro grupo aumentou de aproximadamente 22 gramas por dia para 45 gramas por dia, quase três vezes a ingestão média americana. O segundo grupo começou quase sem alimentos fermentados e comeu seis porções por dia. Para chegar lá, basta uma xícara de iogurte no café da manhã, uma garrafa de kombucha no almoço e uma xícara de kimchi no jantar.

Após o período de acompanhamento, os indicadores gerais de saúde imunológica de todos os grupos não mudaram significativamente. No entanto, os 19 compostos inflamatórios no grupo de alimentos fermentados foram significativamente reduzidos. Isso inclui a interleucina 6, uma proteína que tende a ser elevada em doenças como diabetes tipo 2 e artrite reumatóide. Em contraste, o grupo rico em fibras não apresentou declínio semelhante.

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :