Saiba como a saúde emocional pode interferir na sua saúde bucal

/

A qualidade do bem-estar emocional é constantemente afetada por uma variedade de questões na vida cotidiana, desde estresse no trabalho ou obrigações sociais, até necessidades pessoais e dificuldades interpessoais. O acúmulo desses distúrbios pode ter repercussões físicas no organismo, e os efeitos podem ser vistos e sentidos por todo o corpo. A psicossomatização ocorre quando o corpo começa a manifestar os efeitos dos problemas emocionais e da sobrecarga por meio de comportamentos de risco e programas neuroendócrinos. Nesse caso, a boca costuma ser um dos principais meios de desabafar o estresse e a dor, por isso é uma das áreas mais propensas aos sintomas e efeitos da ansiedade.

Efeitos físicos da saúde mental

A pesquisa mostrou que o corpo humano é capaz de responder fortemente aos estímulos mentais das emoções. Qualquer sentimento, como alegria, medo ou raiva, pode desencadear uma série de sensações e reflexos em diferentes partes do corpo. Além disso, o estresse físico pode atuar como um gatilho para sentimentos, criando um ciclo de feedback no qual as emoções criam sintomas físicos, e esse efeito cria mais emoções causais.

Alguns dos sintomas físicos que podem ser causados por emoções são:

  • Falta de ar;
  • Taquicardia;
  • Dor de barriga;
  • Alterações no peso;
  • Dores no corpo.

Mas o estresse psicológico pode desencadear respostas mais fortes, como cãibras musculares, pressão alta, doença hepática e até processos inflamatórios temporários ou intermediários que podem afetar a estrutura dentária.

O impacto da ansiedade e depressão na saúde bucal

A ansiedade e a depressão são episódios emocionais íntimos que podem irritar um ao outro. Como qualquer outro sentimento, eles são comuns e podem ocorrer em situações espaçadas – como felicidade ou gratidão – ou podem ser desencadeados por situações traumáticas ou estressantes e durar mais. Novamente, esse sentimento pode se manifestar incontrolavelmente na forma de crises como ansiedade, depressão, estresse e pânico. A boca desempenha um papel emocional muito importante no desenvolvimento humano. É através dele que nos alimentamos, da forma como as crianças brincam e descobrem coisas novas, e até mesmo uma fonte de conforto ou alívio do estresse – através do uso de chupetas, mamadeiras e até dedos.

Na fase adulta, esses hábitos tendem a se manter, resultando em manias como roer unhas ou mesmo morder objetos, o que pode aumentar a tensão na cavidade oral e até ocasionar a quebra ou perda dental. Deste modo, a boca apresenta alguns sintomas do estresse quando crescemos e também pode se manifestar em doenças na cavidade e suas articulações.

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :